15.11.10

VSC BD


 
Aqui está ela, a minha homenagem à vitória sobre os suínos habitantes de alem Morreira (nem gosto do termo “Marroquinos”, pois em Marrocos vejo algumas qualidades, já em suína bra… não posso dizer o mesmo).

Verdadeiro jogo de ódios onde só importa uma coisa… ganhar., e aí e sem dúvida, fomos os melhores. Somos sempre.

Foi um jogo precedido de vários ingredientes, desde logo a rivalidade que está sempre presente. Contudo este ano houve um pouco mais. O Vitória vinha de uma boa sequência de resultados e teve a garra suficiente para dar seguimento à soma de mais 3 pontinhos diante dos suínos de bra… que, pelo contrário, se apresentavam aqui em Guimarães com 2 derrotas nas 2 ultimas jornadas, e borrados de medo.
Ainda durante a semana que antecedeu o jogo, o suíno mor (salvador de adeptos, pelo menos tenta) veio ás compras a Guimarães e levou uns milhares de bilhetes para lá de Morreira e deu-os a quem quisesse vir passear em Guimarães (parecia natal antecipado), e fez bem, pois esta cidade é mesmo bonita para caminhadas, mesmo com chuva. De tão generoso que é não se esqueceu de dar uns vagões para os trazer cá, só se esqueceu de por a sinalização de transporte de animais vivos, (eu não vi o comboio mas falaram-me desse pormenor) cuidado pois isso dá multa.
As bolas de golfe que teoricamente haviam esgotado em Guimarães (o que é mentira) afinal tinham motivos generosos por parte de quem as comprou. Pois bem, eu sei de pelo menos 2 motivos.
Um dos motivos está claro, servia para sinalizar que estavam na linha certa para Guimarães, se assim não fosse eram gajos que chegavam a covas e voltavam para trás “pensando” que estavam na linha errada, burros como eles são! Os pneus queimados e as pedras tinham a mesma finalidade. Assim foi com os que vieram de comboio e com os que vieram na camioneta, que, segundo sei, também não trazia a tal sinalização.
O outro motivo, bem, eu acho que era para dar início à troca de prendas no interior do estádio, se não reparem bem... nós tínhamos bolas para trocar por torneiras; nos tínhamos petardos e eles tochas para nos atingir; nós tínhamos cânticos eles tinham grunhidos; nós tínhamos um atirador de telemóveis e eles tinham um boneco para levar com ele; eles tinham 1 golo e nós tínhamos 2 para eles; eles tinham o árbitro (palhaço! Nem sei como não marcou fora de jogo ao golo do Miguel Garcia) mas nos tínhamos a vontade de vencer; nós tivemos um grande speaker (acho mesmo que seja o mourinho dos speakers) e eles tiveram a vergonha muda de nos ouvir; eles tinham um jornaleiro linguarudo mas nos tínhamos o Manuel Machado para o mandar calar (gostei muito de ouvir o Manuel Machado), e … enfim …etc … etc…

Resumindo, foi 1 bom sábado, óptimo sábado. Como é bom ser vitoriano.

Concluindo, 11 jornadas concluídas 21 pontos no papo.

E para acabar, a aguarela da esquerda (39,5 cm X 32 cm) eu vendo, 50 euros. Se o Salvador a quiser eu também a vendo a ele mas só por 5000euros, já que é tão generoso!
O desenho da direita não vendo, é apenas uma sugestão para a alteração do símbolo do bra…! Uma ideia já muito antiga.

1 comentário: